/*------------------- Blogger Theme by Bruna Borges - © 2013 (HTTP://ENDSTONIGHT.TUMBLR.COM/) Não se inspire ou Copie. Base: Minina ------------------------ */

28 de dezembro de 2014

Mais delírios...

Hello, darlings! 
Estou aqui para trazer o segundo capítulo do livro que ainda não sei do nome eheuehueh
Eu já escrevi alguns capítulos pedi opinião das minhas conselheiras a trama que envolve as tentações que cada adolescente passa e os segredos que carregam como fardo, e claro um bom romance cheio de conflitos, tá ficando bom...
Assim espero sou do tipo perfeccionista e sendo a escritora, não estou satisfeita mas isso quem vai dizer são vocês, my cupcakes -*
PS: Aceito críticas construtivas.

Nome do Livro: Indefinido
Autora: Emily Oliveira
Gênero: New Adult (contém sexo e palavrão por ser um NA)

Capítulo 2

 Uma semana depois daquela conversa...

Em semana de prova, estou cansada de levar livro para todo canto, mas eu estou sendo obrigada a estudar já que esse foi um dos meus piores anos em relação as notas dependo muito dessas provas para passar de ano, ultimamente ando muito desligada.
   -Ai, me desculpe, eu não queria ter esbarrado em você, deixe eu te ajudar. – conheço essa voz.
  - Não, tudo bem, eu é que ando distraída esses dias, desculpa. – disse, levantando o olhar.
  - Então, estamos kits porque eu também não estava prestando atenção em nada, fones de ouvido, sabe como é! – ele disse sorrindo, enquanto eu ficava pasma.
  - Jake? – perguntei, me sentindo corar.
  - Sim, sou eu, espera você é...Drica, certo?
  - Aham. – esperando não estar evidente minha cara de idiota.
  - Pronto, aqui está seus livros, tenho que ir pra sala. – enquanto ouvíamos o sinal
  - É, eu também, obrigada.
Enquanto ele saia, me lembrei de respirar novamente, eu tinha acabado de ter essa conversa com ele? Eu tinha mesmo esbarrado naqueles peitos musculosos? Se eu não tivesse com os livros, merda de livros, eu teria tocado nele mais.
  - Hey – ouvi ele atrás de mim.
  - Sim? – respondi, me virando.
  - Você vai a festa de fantasia, a da conclusão?
  - Acho que sim. – Ele estava me perguntando mesmo isso?
  - Que bom, acho que nos vemos lá, Drica.
Não soube o que dizer, só assenti. O que ele queria dizer com isso? Eu só poderia estar sonhando me belisquei pra ter certeza, é, isso não era um sonho, espera por quê eu estou pensando assim eu não gosto dele, nem posso, Alice é que gosta, balancei minha cabeça tentando me livrar dos pensamentos.

                                                                 - xxxxxx -

Agora eu tinha uma festa pra ir, e não fazia ideia de que roupa eu iria, passei a tarde assistindo Pretty Little Liars, de todas elas Aria é a minha preferida, todo mundo diz que eu me pareço com ela, não em aparência mas em personalidade então eu tive uma inspiração pra festa, obrigada Aria! Assisti o episodio onde elas vão em um baile, ela foi de cisne negro, achei uma ideia muito boa.
  - Mãããe!! – gritei do quarto
  - Que foi, filha? – aparecendo na porta do meu quarto, enxugando as mãos com um pano de prato.
  - Lembra que eu te disse que tinha a festa de conclusão?
  - Claro que sim, você vai? – perguntou ela, animada.
Ás vezes penso que minha mãe acha que só porque eu fico lendo e assistindo séries, eu sou antissocial e não tenho amigos, apesar dela conhecer Alice, na visão dela ter uma amiga não era exatamente “ter amigos” eu não era amiga só de Alice, mas eu não iria discutir isso com ela.
  - Acho que vou sim, mas eu preciso de uma fantasia, eu pensei na Cisne Negro, eu já tenho um vestido preto estilo bailarina, eu só preciso das sapatilhas, a senhora compra para mim?
  - Claro, vou falar com o seu pai, sapatilha de bailarina preta, certo?
  - É, obrigada.
  - Por nada – respondeu ela, fechando a porta atrás de si.
Então eu realmente ia nessa festa, mas eu ainda tinha que ligar para as meninas e confirma se elas também vão, eu não ia ficar lá sozinha, peguei o celular para discar o numero de Leila.
   - Alô? – disse Leila, após chamar três vezes.
   - Oiii Leila, é muito urgente eu quero te fazer uma pergunta!
   - Pode falar! – toda animada, ela ama fofocas, apesar de essa não ser uma, mas ela não ia adivinhar.
   - Eu quero saber se você vai a festa, ou alguma das meninas? – perguntei, esperando ela dizer sim.
   - Você sabe que eu não posso, minha mãe não deixa, mas aposto que Gaby e Thais vão, elas não perdem esse tipo de coisa por nada. – respondeu ela, indiferente.
  - Sua mãe sabe ao menos que você só completa o ensino fundamental uma vez? Que bom que elas vão, e Alice você sabe?
  - Vou tentar convence-la disso, mas acho muito difícil, e sobre Alice eu não tenho certeza se ela vai ou não, vou falar com ela.
  - Ok, fale pra ela que Jake vai estar lá, vai que ela toma coragem. – disse, soltando uma risada.
  - Ai, meu Deus, você sabe que eu não aprovo isso, mas que seja, tchau, vou ter que desligar, beijo.
  - Tá bom, beijo. – disse, virando o celular pra ver a chamada encerrar.
Então, eu não vou estar sozinha na festa, que bom apesar de que eu queria Alice e Leila lá para me impedir de ficar babando, o que eu detestava, ainda mais quando se tratava de Jake, agora só bastava esperar até chegar a festa.

Não copie, plágio é crime!
Quer homenagear? Link o blog no seu, não copie o conteúdo sem autorização.